Período sabático: uma jornada em busca de propósito e reinvenção

Já imaginou se a cada sete anos nós destinássemos um ano inteiro para o repouso? Pode parecer impossível, mas esta era uma realidade do antigo mundo judaico. Por lei, a terra não podia ser cultivada, as dívidas se extinguiam e os escravos eram libertados. Este período foi batizado de “ano sabático“, marcando o início de um novo ciclo de vida.

 

Nos anos 50 este conceito chegou no âmbito empresarial. Algumas empresas ofeceriam programas para seus colaboradores se “desligarem” de suas atividades e, então , se dedicar a outros assuntos de seu interesse, voltando à tona mais dispostos, motivados, criativos e produtivos.

 

Hoje, este período deixou de ser uma obrigação religiosa e está novamente em evidência, marcado pela procura do verdadeiro eu. Angustiados por rotinas que não fazem mais sentido, os “sabatistas” abandonam (quase) tudo para mergulhar dentro de si mesmos, numa jornada em busca de propósito e reinvenção.

 

período-sabatico-busca-por-propósito

Período sabático: tempo de se reinventar. (Imagem: Pexels)

 

É comum os sabatistas recorrerem a novos lugares para se reconectar, como no filme “Comer, Rezar e Amar”. Mas o período sabático não necessita de longas viagens pelo mundo. O “dulce far niete” também pode ser praticado onde você está, contanto que realmente haja uma transformação na sua rotina para que você possa se “desconectar”.

 

Mas para alcançar este objetivo é preciso pensar a longo prazo. Por isso, planejamento financeiro e mudanças de hábitos são essenciais – há quem diga que este planejamento deva começar 3 anos antes. Avalie sua vida pessoal, sua carreira e sua condição financeira. Calcule o quanto vai precisar durante e depois deste período, as contas que vai continuar pagando enquanto estiver “em off” e tenha sempre um plano B.

 

É importante lembrar que o período sabático não se trata de férias. Você pode aproveitá-lo inclusive para continuar produzindo, porém de outras formas. Há quem o aproveite para trabalhar ou estudar em outro país pelo simples prazer de aprender algo novo, como um idioma ou um curso de artes. Há também aqueles que realizam serviços voltuntários. Seja qual for sua escolha, saiba que você não vai farrear todo dia. Haverão momentos monótonos – e estes serão preciosos para o seu crescimento.

 

A ideia do período sabático não é fugir dos nossos problemas, mas sim enfrentá-los positivamente para, de fato, nos reconectarmos. Como diria Gandhi: “seja a mudança que você quer ver no mundo”.

ENTRE EM CONTATO

O nosso lar traduz quem nós somos. Se você se interessou por um de nossos empreendimentos, preencha o formulário que, em breve, entraremos em contato.

Top

Pin It on Pinterest