5 motivos para você trocar a sua casa por um apartamento

Qual é a melhor opção de moradia? Morar em casa ou apartamento? Quais as vantagens e desvantagens? Estas dúvidas são comuns na hora de escolher o lar perfeito. Pensando nisso, listamos aqui os 5 motivos para você trocar a sua casa por um apartamento.

 

vantagens-de-morar-num-apartamento-em-joinville

 

Você já sabe: Joinville é a cidade mais populosa de Santa Catarina. A maioria das pessoas que vivem por aqui, moram em casas. Porém, nos últimos 10 anos, o número de apartamentos cresceu 125%! Mas, de onde veio este novo comportamento? Por que os joinvillenses estão trocando suas casas por apartamentos?

 

Nos anos 70 e 80, a cidade não tinha mais do que 30 edifícios exclusivamente residenciais, que não ultrapassavam mais de 8 pavimentos. Foi só a partir dos anos 2000 que os prédios ganharam força como uma boa opção de moradia. De acordo com o último Censo, nossa cidade tinha 25.321 apartamentos em 2010. Não encontramos uma pesquisa que mostre como estão esses números hoje (se você souber, compartilhe conosco nos comentários!) – mas temos certeza que ele cresceu. Basta observar as transformações nos bairros e a quantidade de novas obras.

 

Para alguns, a expansão da construção de edifícios em Joinville demorou mais que o habitual. Em uma notícia divulgada pelo jornal A Notícia, 4 fatores podem ter influenciado este processo: “a extensão do perímetro urbano joinvilense, o baixo valor da terra nas áreas marginais, a pouca oferta de crédito imobiliário e também o fato de que boa parte das famílias construírem sozinha suas casas, dispensando serviços de técnicos”.

 

Neste meio tempo, muita coisa mudou na nossa cidade. A expansão das indústrias e da economia local atraiu uma grande quantidade de pessoas interessadas em trabalhar na região – e quanto mais pessoas se mudam para cá, mais residências são construídas. Quase 570 mil pessoas moram aqui, segundo dados coletados pelo IBGE em 2016.

 

Porém, não podemos ignorar outro fator: o aumento da violência. Entre janeiro e novembro de 2016, ocorreram 6.977 furtos (quando algo é levado da vítima sem contato direto com o bandido), o que resulta numa média de 21 ocorrências por dia. O bairro América, próximo à região central, registrou 604 furtos neste período e lidera as estatísticas. Estes dados foram apontados em outra matéria publicada pelo A Notícia, em janeiro deste ano. Mais números chamam a nossa atenção: 2.010 roubos e 127 homicídios foram registrados em 1 ano. É muita coisa!

 

Se você ainda está na dúvida se a mudança vale a pena, listamos, a seguir, 5 motivos para você trocar a sua casa por um apartamento.

 

desvantagens-de-morar-em-uma-casa

 

1. Mais segurança

O aumento da violência gera uma crescente sensação de insegurança – e é por isso que muitas pessoas estão preferindo morar em apartamentos. A segurança é uma das principais vantagens de morar num apartamento. Boa parte dos condomínios conta com portaria 24 horas, câmeras e portões de segurança. O gasto e a manutenção destes serviços são divididos entre os moradores, reduzindo os custos.

 

2. Opções de lazer sem sair de casa

Salão de festas, churrasqueira, academia, piscina, playground, quadras de esporte. Hoje os condomínios oferecem várias opções de lazer aos seus moradores, ideais para quem tem um perfil mais caseiro ou possui pouco tempo livre. Assim como os itens de segurança, os custos de manutenção destas áreas é dividido entre todos os moradores. Em uma casa você teria que construir todas estas dependências e teria despesas altas.

 

Nós percebemos que muitos de nossos clientes priorizam a sua privacidade. Por isso, no Edifício Costa da Bretanha, temos de área comum apenas um salão de festas mobiliado e decorado. Contudo, cada unidade possui de 148 m² a 160 m² de área privativa. Destes, mais de 50 m² compõem a área social, que já possui instalações para a criação de um espaço gourmet particular. Você pode aproveitar, ainda, as áreas externas (varandas e laje das coberturas) para cultivar a sua própria horta de orgânicos ou construir um espaço zen com direito a ofurô e mats para prática de yoga. Converse com nosso consultor comercial para conhecer as possibilidades.

 

 

vantagens-de-morar-num-apartamento

vantagens-de-morar-num-apartamento-mais-privacidade

 

 

3. Manutenção e limpeza facilitados

Como já mencionamos, os custos de manutenção de um edifício são divididos entre todos os moradores. Outra vantagem é que você não precisa correr atrás de serviços especializados – o síndico é o encarregado disso e tudo é decidido em conjunto entres os condôminos. Pode não parecer, mas lavar o portão, a garagem, limpar o salão de festas, cuidar do jardim e colocar o lixo na rua é bastante trabalho, principalmente se tem que ser conciliado com a rotina do trabalho

 

4. Regras de convivência

Seja onde for, desentendimentos entre vizinhos podem acontecer. Muitas vezes os hábitos de uma pessoa podem incomodar os outros. Um bom exemplo é o barulho. Enquanto numa casa essa briga precisa envolver as autoridades (às vezes até mesmo uma discussão judicial), um condomínio possui regras próprias, normas internas que resolvem problemas com advertências e facilitam a convivência entre os vizinhos.

 

5. Novas amizades

Outro ponto positivo é a possibilidade de novas amizades. A convivência num condomínio leva a um relacionamento mais próximo com os vizinhos e fica muito mais fácil conhecer novas pessoas. Quando quiser passar seu tempo sozinho, basta se recolher no seu refúgio.

 

vantagens-de-morar-num-apartamento-novas-amizades

 

Agora que você já conhece algumas das principais vantagens de morar num apartamento, qual é o seu veredicto? Compartilhe este post com seus amigos e aproveite para conhecer os empreendimentos da Thora Torresani em Joinville, em especial nosso mais novo imóvel: o Edifício Costa da Bretanha.

 

edificio-costa-da-bretanha-thora-torresani-joinville-saguacu-lancamento

 

2017 é um bom ano para investir em imóveis?

O mercado imobiliário brasileiro passou por fortes mudanças nos últimos anos, influenciado, principalmente, pelo instável cenário político e econômico. Porém, segundo os especialistas, 2017 promete ser um bom ano para quem pretende fazer investimentos – ainda se mais se forem de longo prazo.

 

Há 2 anos, a economia brasileira trabalhava com uma inflação de 10,7%. Para 2017, o mercado espera algo em torno de 5%, enquanto o Banco Central busca atingir a meta de 4,5%. Com a queda da inflação, o Governo pode trabalhar com juros mais baixos – aliás, em janeiro os bancos anunciaram cortes nas taxas de juros, em função da redução da taxa Selic.

 

O Banco do Brasil foi a agência que apresentou a maior redução: 4 pontos percentuais no rotativo do cartão de crédito. A Caixa Econômica anunciou uma redução de até 0,25% para todas as linhas. Você pode conferir a relação dos demais bancos neste post do G1.

 

Outro ponto positivo é o aumento do PIB. Em 2015 tivemos uma queda de 3,5% neste índice e as previsões indicam que, ainda este ano, devemos sair do vermelho com um crescimento de 1,3%, de acordo com o FMI e com o Banco Central.

 

Em relação ao mercado imobiliário, em agosto de 2016 já sentimos melhoras: segundo a Abrainc (Associação Brasileira das Incorporadoras Imobiliárias) e do Creci (Conselho Regional de Corretores de Imóveis), as 19 maiores incorporadoras do país obtiveram um aumento de 1,4% nas vendas em relação ao mês anterior. Em setembro do mesmo ano, o Índice de Confiança da Construção (ICST) subiu 2,1 pontos, atingindo 74,6 pontos –  o maior nível desde junho de 2015.

 

Com a melhora do mercado os estoques devem cair em 2017. Por isso, o consumidor deve ficar atento às oportunidades: enquanto os bancos apresentam cortes nas taxas de juros das linhas de crédito, a maioria das incorporadoras estão abertas para negociar as condições de pagamento.

 

Estas novidades são um tanto quanto animadoras, não? Mas, pode ser que, ainda assim, você tenha algumas dúvidas: será que eu você vai dar conta do financiamento? Como usar seu FGTS para comprar um imóvel? O que vale mais a pena, adquirir um apartamento na planta ou pronto para morar? E que cuidados um investidor de imóveis deve tomar?

 

Todas estas perguntas foram respondidas em conteúdos exclusivos aqui no nosso blog. Caso você precise de mais algum esclarecimento, conte conosco! Será um prazer te ajudar.

 

Aproveite para conhecer o Edifício Costa da Bretanha, nosso empreendimento mais recente, que está sendo construído no bairro Saguaçu, um dos melhores bairros de Joinville.

Apartamento na planta ou pronto para morar? Veja as 5 principais vantagens de cada um.

Uma dúvida comum para quem está pensando em comprar um apartamento: o que vale mais a pena? Um imóvel novo ou um imóvel pronto? Para lhe ajudar a fazer a melhor escolha, listamos as 5 principais vantagens de cada uma destas opções.

 

Após o último ajuste do Conselho Monetário Nacional, o valor máximo para compra de imóveis que podem ser adquiridos pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH) com recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). A mudança foi de R$650mil para R$800mil em dezembro de 2016 e, agora, para R$1,5 milhão.

Além disso, os bancos também trouxeram boas notícias: após o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central reduzir a taxa básica de juros (Selic) de 12,25% para 11,25%, os bancos apresentaram cortes nas taxas de juros das linhas de crédito para pessoas físicas e jurídicas.

O Banco do Brasil foi a agência que apresentou a maior redução: 4 pontos percentuais no rotativo do cartão de crédito. A Caixa Econômica anunciou uma redução de até 0,25% para todas as linhas. Veja a relação dos demais bancos neste post do G1.

Estas notícias são bastante animadoras para quem está pensando em comprar um apartamento, seja para morar, alugar ou investir. Apesar disso, uma dúvida bastante comum entre os adquirentes continua no ar: o que é melhor? Comprar um apartamento na planta ou um apartamento pronto para morar?

Para que você faça a sua decisão com mais confiança, listamos as 5 principais vantagens de cada uma destas opções. Assim, você pode analisar qual delas atende melhor às suas necessidades e ao seu bolso.  

 

5 motivos para comprar um apartamento na planta

edificio-costa-da-bretanha-thora-torresani-joinville-saguacu-lancamento

 

  • Valorização do imóvel e alta liquidez

Se você procurar por um imóvel em um bairro com potencial de crescimento, pode ter certeza que este será um bom investimento! Os apartamentos na planta também possuem alta liquidez no mercado imobiliário, ou seja, é mais fácil negociá-lo diante de algum imprevisto, já que a procura por unidades novas é mais alta.

 

  • Personalização

Comprar o imóvel na planta compensa também por outros motivos. Como o apartamento ainda está em fase de construção, se a construtora permitir, você pode adaptar as plantas de acordo com a sua necessidade. Você também poderá escolher o tipo do piso, azulejos e a instalação de bancadas, por exemplo. Além de ser mais econômico, você evita dores de cabeça com possíveis reformas.

As plantas do Edifício Costa da Bretanha podem ser adaptadas conforme o gosto do cliente, seguindo as linhas verdes.

 

  • Preço acessível e boas condições de pagamento

Um imóvel na planta possui um preço mais acessível do que um apartamento pronto. Conforme a construção vai avançando, os valores vão se ajustando ao mercado. Outro ponto importante é que as construtoras estão mais flexíveis e oferecem boas vantagens para compradores em potencial, facilitando as condições de pagamento, tornando o imóvel na planta mais barato. Na maioria das vezes, o futuro morador pode pagar cerca de 30% do valor do imóvel até a entrega das chaves e, a partir disso, dividir o restante em parcelas diretamente com a construtora ou por meio de um financiamento bancário. Converse com nossos consultores para conhecer nossas opções de pagamento.

 

  • Mais tempo para preparar a mudança

Se você não tem pressa para se mudar, pode organizar a transição de uma residência para a outra com mais tranquilidade. Geralmente este processo é bastante trabalhoso, afinal, você precisará empacotar todos os seus pertences, etiquetá-los e contratar uma transportadora para fazer o frete. Quanto mais tempo você tiver para organizar a mudança, menores serão as suas preocupações.

 

  • Documentação descomplicada

Como a assinatura do contrato envolverá uma promessa de compra e venda e não um contrato definitivo, a documentação tende a ser menos complicada neste caso. Como o imóvel nunca foi habitado, todos os trâmites envolverão a construtora e o proprietário, sem intermediários, como no caso dos apartamentos prontos.

 

 

5 motivos para comprar um apartamento pronto

 

  • Sem surpresas na obra

Quando falamos em imóveis na planta, o cliente pode estar submetido a um risco maior, pois não há como garantir que a construtora irá finalizar a obra ou entregá-lo dentro do prazo contratual (por isso é tão importante verificar a reputação da construtora!). Isto não ocorre com os apartamentos prontos.

 

  • Análise realista do espaço

Como o imóvel já está pronto, você terá uma ideia muito mais realista do espaço, de como será seu dia a dia no futuro. Por outro lado, pode ser que esta análise te mostre problemas comuns de apartamentos mais antigos: infiltrações, manchas nas paredes, problemas com a fiação elétrica. Cabe avaliar se o investimento necessário para estes reparos serão vantajosos.

 

  • Diálogo com os futuros vizinhos

Se você busca uma vizinhança tranquila, um imóvel pronto permite conhecer seus vizinhos antes mesmo da mudança. Além disso, você também terá uma ideia melhor de como é o dia a dia do condomínio, assim como a acústica do prédio (vale lembrar que todos os imóveis da Thora Torresani possuem tratamento acústico de  laje trançada com uma manta de vidro, a melhor opção do mercado!)

 

  • Mudança mais rápida

Para quem tem pressa de sair do aluguel, ou trocar de casa, comprar um imóvel pronto é uma boa pedida! Você não vai precisar esperar até que a obra seja concluída. É só entrar e morar!

 

 

  • Facilidade de financiamento imediato

Se você possui boa capacidade financeira, poderá obter um financiamento habitacional de imediato para a compra de um imóvel pronto. Usualmente, a entrada exigida é de 10% a 30% do valor do apartamento.

 

 

Agora que você já sabe as 5 principais vantagens de comprar um apartamento pronto e as 5 principais vantagens de comprar um apartamento na planta, fica mais fácil avaliar o retorno que você terá sob seu investimento.

Em ambos os casos, pesquise sobre a idoneidade da construtora, para ter a certeza de que você está comprando um imóvel de qualidade. A Thora Torresani atua há 5 anos em Joinville e faz parte de um grupo com 25 anos de experiência no mercado imobiliário: o Grupo Torresani, que já entregou mais de 4.000 apartamentos em Santa Catarina.

Caso você ainda continue na dúvida, não se preocupe! Nossos consultores estão à disposição para lhe atender. Entre em contato e agende um horário com nossa equipe comercial.

 

10 erros letais que os investidores de imóveis cometem

A atual crise econômica influenciou o mercado imobiliário e trouxe com ela novas oportunidades de negócio: os preços caíram ou se mantiveram estáveis, as condições de pagamento se tornaram mais flexíveis e há um bom volume de produtos disponíveis. Com isso, investir em imóveis se torna uma ideia cada vez mais atraente, mas, como tudo o que envolve dinheiro, há um caminho certo e um caminho errado.

A Bankrate listou os 10 principais erros que os investidores de imóveis cometem. Armadilhas que podem, inclusive, ser letais. São eles:

1. Falta de planejamento
Este é um dos erros mais cometidos pelos investidores, principalmente iniciantes e inexperientes. Nunca compre um imóvel sem antes saber o que você irá fazer com ele. Primeiro faça um planejamento detalhado, pense a longo prazo, pesquise opções, converse com especialistas e só então parta para o contrato. Neste post trouxemos dicas valiosas com 5 atitudes de todo investidor imobiliário de sucesso.

 
2. Achar que vai ganhar dinheiro rápido
Comprar um imóvel para alugar ou para vender no futuro é um investimento de baixo risco e de longo prazo. Por este mesmo motivo é preciso paciência para obter o retorno desejado.

 
3. Bancar o MacGyver
A menos que você seja um investidor experiente, investir em imóveis sem a ajuda de outros profissionais pode ser perigoso! Monte o seu time com pelo menos um consultor imobiliário, um avaliador, um advogado e um credor, tanto para a compra quanto para a venda de um imóvel.

 
4. Investir mais do que recebe
Outro motivo que leva os investidores ao fracasso é comprometer demais a sua renda na compra de um imóvel. O ideal é que o financiamento não ultrapasse 30% da renda mensal, do contrário, corre-se o risco de tornar-se insustentável.

 
5. Não fazer o dever de casa
Depois de planejar, analisar opções e fechar negócio, muitos investidores deixam de acompanhar o investimento. Eles não fazem manutenções, não estudam o mercado, não se atualizam. Simplesmente largam a casa ou o apartamento na imobiliária e esperam que a corretora faça todo o serviço. Mas não é bem assim. Se você quer ser um investidor de sucesso neste ramo precisa estar informado, atento as novidades do mercado, agendar reuniões mensais com o seu time para buscar melhorias e caminhar lado a lado.

 

6. Não ter agilidade
Investidores novatos podem fechar negócio sem muita pesquisa e sem formar um time completo. Mais para frente, quando o imóvel precisar de acompanhamento, isto poderá se tornar um problema e seu tempo de resposta será muito mais lento.

 
7. Investir em uma única opção
Se você está trabalhando com um único imóvel e este é o seu único tipo de investimento, você está fazendo transações e não negócios. Você precisa de um volume suficiente de investimentos para avaliá-los, compará-los,  eliminar as opções que não são tão boas e prosperar com aquelas que dão mais retorno. Faça o seu dinheiro trabalhar por você.

 
8. Interpretar mal o fluxo de caixa.
Se a sua estratégia é comprar, manter e alugar imóveis, você precisa de um fluxo de caixa que seja suficiente para cobrir as manutenções. Avalie também as taxas cobradas pelas consultoras, os impostos, o seguro, custos com divulgação, condomínio, reformas…

 
9. Ter apenas um plano
Muitos investidores adquirem um imóvel sem ter um plano B, um plano C ou até um plano D. Você precisa de duas ou mais maneiras de sair de qualquer negócio se, porventura, ele deixar de ser vantajoso em algum momento.

 
10. Expectativas erradas
Com uma equipe de profissionais ao seu lado e com um bom planejamento, as chances do seu investimento não corresponder as suas expectativas são bem menores. Como dissemos no item 5, não deixe de fazer a lição de casa: estude, pesquise e busque a opinião de outras pessoas do ramo.

 
A Thora Torresani possui um novo empreendimento no Saguaçu, um bairro nobre em Joinville. São apartamentos de alto padrão, a partir de 146m² com 2 ou 3 suítes e 2 ou 3 vagas de garagem. O edifício, chamado de Costa da Bretanha, possui apenas 8 unidades e as obras já foram iniciadas.  Clique aqui e veja mais detalhes. Se você está pensando em investir num imóvel, vale a pena conversar com nossos consultores: (47) 3481-5555.

ENTRE EM CONTATO

O nosso lar traduz quem nós somos. Se você se interessou por um de nossos empreendimentos, preencha o formulário que, em breve, entraremos em contato.

Pin It on Pinterest