Como funciona a inteligência artificial no mercado imobiliário

De tempos em tempos as evoluções tecnológicas transformam a sociedade, alterando nossa comunicação e hábitos de consumo. Com o grande número de informações disponíveis, algoritmos inteligentes ganham um novo potencial. A inteligência artificial no mercado imobiliário faz parte destes avanços. 1923

 

O que é Inteligência artificial?

A Inteligência artificial é definida como um ramo da ciência da computação, onde algoritmos são capazes de raciocinar, decidir e solucionar problemas tal qual a capacidade humana. Proporcionado funcionalidades e facilidades, estão cada vez presentes no nosso dia a dia. Reconhecimento facial,  reconhecimento por voz e “Siri”, a assistente virtual do Iphone, são alguns exemplos.



Inteligência artificial e investimentos

O setor de investimentos é conhecido pela sua concorrência e o uso de tecnologias vieram para aprimorar ou mesmo criar novos modelos de negócio.  A IA evita riscos e auxilia na tomada de decisões mais acertadas e com rapidez. Os sistemas de inteligência são capazes de desempenhar papéis como a avaliação de crédito e o atendimento ao consumidor.

 

A aplicação da Inteligência Artificial na área financeira traz muitos benefícios nos negócios. Entre os principais, temos: 

  • Agilidade: pode  identificar estratégias em tempo real (avaliar cenários, identificar tendências e escolher uma orientação mais segura); 
  • Assertividade: as escolhas são feitas com precisão lógica e segurança. Em comparação às pessoas, robôs não são movidos por emoções, que interferem no processo de decisão de forma direta. 
  • Redução de risco: baseado no seu próprio perfil (conservador, moderado ou arrojado) a IA consegue através do grande número de dados saber exatamente o máximo que pode perder em uma posição.
  • Trabalho ininterrupto: máquinas exercem várias horas de trabalho consecutivas e não precisam de intervalos frequentes. 

 

Com o grande número de informações digitais geradas pelo uso de redes sociais,  sistemas se tornaram eficazes na organização e cruzamento de dados. Isso proporcionou impactos para diversos setores, entre eles, o mercado imobiliário. 

 

Como funciona a inteligência artificial no mercado imobiliário 

As tecnologias digitais estão transformando no segmento imobiliário, influenciando hábitos de consumo e a permanência no mercado. Funcionam como uma ferramenta facilitadora e de potencialização, permitindo explorar ações seguras e assertivas na hora de investir no imóvel ideal. 

Veja a importância da inteligência artificial no mercado imobiliário para as soluções tecnológicas e serviços que melhor cabe para seu negócio.

 

 

  • Chatbots

Investidores no mercado imobiliário, tem um perfil mais exigente em relação ao atendimento e buscam agilidade durante sua jornada de compra.  O chatbot é um robô programado para simular um atendimento. São úteis para prestar um atendimento fora do horário comercial, para diálogos simples e personalizados (de acordo com a necessidade do cliente no momento) e para resolver questões que surgirem. 
Os chatbots com inteligência artificial aprendem conforme interagem com os usuários e podem, comparar preços, sugerir imóveis conforme os desejos e necessidades do comprador.

 

 

  • Comparando valores 

Investir em um imóvel é uma grande decisão, e às vezes complicada por ser um mercado tão cíclico, numa economia instável. A aplicação da inteligência artificial no mercado imobiliário pode ser observada na compra e venda mais dinâmica e menos trabalhosa. 
Por meio da ciência de dados é possível coletar e sistematizar informações, formulando um algoritmo capaz de fornecer em tempo real o valor de mercado de um imóvel.
Conhecido como IBuyers”, são companhias que atuam dentro do mercado imobiliário fazendo a compra e o investimento no imóvel. Esse modelo de negócio aumenta a liquidez dos investimentos e, em seguida, faz a revenda em seu nome, auxiliando as partes nas transações. 

 

 

  • Realidade Virtual 

Outra tecnologia que utiliza os meios da inteligência artificial,  é a realidade virtual. Disponíveis nos óculos 3D, é possível com a RV visitar qualquer imóvel, de segunda à segunda, simular mudanças na planta, como por exemplo tirar as paredes, mudar pisos ou testar cores. A relação com o consumidor passa a ser outra. Ele não irá apenas investir no imóvel, mas sim, em uma experiência, tudo em tempo real. 

 

 

As tecnologias ainda estão em aperfeiçoamento e em breve poderão trazer mais recursos. No entanto, desde já poderão fazer total diferença nos seus investimentos.  Seu uso não implica na substituição das relações humanas, mas sim como um facilitador em funções que podem ser otimizadas. 

A utilização da inteligência artificial no mercado imobiliário é uma estratégia digital a favor do investidor. Aliados, fortalecem a economia e o mercado financeiro – e são certeiros ao alavancar o seu negócio.

O que avaliar ao visitar um apartamento à venda

Visitar um apartamento é uma oportunidade para avaliar sua escolha. Observe os detalhes que não podem ser esquecidos ao conhecer o imóvel.

 

Adquirir um imóvel é o sonho de muitas pessoas, com o reaquecimento da economia o cenário imobiliário tende a ter bons resultados. Neste cenário é possível encontrar boa variedade de imóveis com preços e condições atrativas.

Com tantas opções no mercado, muitos consumidores tendem a ter dúvidas quanto a sua escolha. Conhecer o imóvel é o principal momento para avaliar e decidir se o que você está interessado é a melhor alternativa

Preparamos o conteúdo a seguir com detalhes que devem ser observados ao visitar um apartamento, antes de fechar qualquer negócio.

 

1.Observe a estrutura física do imóvel

O primeiro item fundamental é avaliar as condições físicas do imóvel, são elas que garantem a durabilidade e segurança para o seu patrimônio. Verifique também as paredes, a pintura, o piso, as janelas, os acabamentos de cada um dos cômodos e o tempo de uso.

Busque também visitar e acompanhar as evoluções das obras da construtora , e se possível conheça mais sobre a construtora que executou o projeto e a sua reputação no mercado.

 

2. Instalações hidráulicas e elétricas

Um dos itens mais importantes a serem analisados, pois apresentam necessidade de reforma ao longo do tempo. Comece observando a modernidade e o estado de conservação da rede elétrica, do quadro de energia, assim como o número de tomadas e a presença delas em todos os cômodos.

Na parte hidráulica, procure observar a instalação de chuveiros,  torneiras, descargas e registro, e o mais importante se não há vazamentos e infiltrações (manchas escuras e mofos podem ser um sinal).  

 

3. Localização e vizinhança

Observe onde o imóvel está localizado. Ao visitar um apartamento, ande pela vizinhança e verifique se o mesmo vai atender suas necessidades, ou seja, você vai poder contar com comércios, transporte público, áreas de lazer e demais serviços disponíveis para o seu dia a dia. Se possível converse com as pessoas que moram na região para entender melhor o cotidiano da vizinhança e saber como é o lugar em que você pretende morar.

 

4. Preste atenção na área privativa e distribuição dos cômodos quando 

Ir conhecer um imóvel, permite ter a noção real do tamanho dos cômodos. Você tem a possibilidade de tirar medidas e verificar se seus móveis cabem no espaço. Conhecer um imóvel, permite ter maior noção do tamanho dos cômodos, tirar medidas e verificar se acomoda todos os seus pertences. Em caso de um financiamento, lembre-se que este pode durar anos, logo é ideal pensar se num futuro comporta reforma e/ou adaptações.

 

5. Iluminação e circulação de ar

Questões como a posição do apartamento tendem a serem esquecidas. É ideal observar se o apartamento é bem iluminado e arejado, verificando em que período do dia o imóvel recebe o sol. Neste caso priorize apartamentos que recebem o sol pela manhã, tendem a serem menos quentes, ter maior iluminação e arejamento dos espaços.

 

6. Conheça a garagem 

Ao visitar um apartamento, não esqueça de conhecer a parte externa do condomínio. Verifique se o número de garagens comporta a sua necessidade, se são demarcadas, rotativas ou individuais e se ficam em ambiente coberto 

 

7. Conheça as regras de condomínio quando visitar um apartamento

A maioria dos condomínios possuem políticas específicas, que podem não ser compatíveis com seu perfil. Observe se aceitam animais de estimação, se oferecem a estrutura desejada, o que não é permitido e quais taxas e mensalidades são cobradas. 

 

8. Verifique a Documentação 

Visitar um apartamento vai além dos fatores físicos, verificar os documentos necessários para compra do imóvel, e o registro da construtora são essenciais. Assim como buscar informações sobre compradores de outros empreendimentos se já tiveram problemas o recebimento de chaves e documentações como a escritura.  Nessa hora pedir ajuda e contar com a ajuda de especialistas pode facilitar o processo.

 

9. Condições de pagamento

Assim como a documentação, é essencial observar os aspectos financeiros. Pense no apartamento como um todo, como o valor por metro quadrado, assim facilita as comparações de outros locais. Considere maneiras de economizar como itens de acabamento que são entregues com o imóvel, e lembre-se fazer simulações de financiamentos em mais de um banco podem garantir boas linhas de crédito. 

 

10. Conheça a construtora 

Informe-se e conheça a construtora antes de fechar qualquer negócio. Verifique os empreendimentos anteriores, se a construtora entregou no prazo, e há quanto tempo atua no mercado. Ao visitar um apartamento procure conhecer sobre o relacionamento da empresa com seus clientes após a venda e entrega das chaves. 

 

Existem muitos imóveis à venda e disponíveis, e como são muitos detalhes a serem observados, comparar com outros semelhantes no mercado, pode ajudar. Conheça a nossa ficha de visitação, faça o download e preencha ao visitar um apartamento, ela irá te ajudar na hora de decidir qual é a melhor opção.

Se você está buscando pelo imóvel dos seus sonhos, aproveite para conhecer o Edifício Costa Brava, localizado no Santo Antônio, um dos melhores bairros para morar em Joinville.

Agora que você conhece os principais itens que devem ser observados ao visitar um apartamento, coloque em prática seus conhecimentos, e se necessário liste outros itens que você considera importante17

A compra de um imóvel deve ser feita com calma e cautela, e não tenha medo de procurar ajuda se ficar com dúvidas, converse com seus amigos e familiares que possam te auxiliar nessa jornada.

Financie um apartamento direto com a construtora

Taxas menores, mais tempo para pagar, mais poder de negociação. Conheça as vantagens de financiar direto com a construtora e compre seu apartamento!

 

Comprar um apartamento é um dos maiores e melhores investimentos que alguém pode fazer. Há quem prefira adquirir um imóvel à vista, enquanto outros, buscam por financiamentos em bancos e outras instituições. Mas, existe uma terceira (e ótima!) opção que poucos tem conhecimento: financiar direto com a construtora

 

vantages-de-financiar-apartamento-direto-com-construtora-thora-torresani

 

Como funciona um financiamento

Vamos começar pelo básico: chamamos de financiamento a liberação de crédito por parte de uma instituição financeira para uma pessoa física ou jurídica. Esse valor deverá ser quitado em parcelas periódicas, geralmente mensais, que correspondem ao valor total financiado mais o acréscimo de taxas e juros. 

Ao contrário do empréstimo, você precisa justificar o uso do dinheiro e passará por uma análise de pontuação de crédito (ou score). Nesse estudo, a credora irá avaliar se você honra ou não seus compromissos financeiros. Dependendo do resultado, você receberá a quantia que deseja ou não.

Ao comprar um apartamento, geralmente os consumidores dão um valor de entrada à vista e financiam o restante. 

 

Mudanças de cenário

A partir da década de 60 as incorporadoras de imóveis capitalizadas passaram a atuar, também, como instituições financeiras. Essa mudança representou uma boa vantagem tanto para quem vende quanto para quem compra.

Anos mais tarde, em 2008, tivemos um “boom” no crédito habitacional oferecido pelas agências bancárias. Com isso, o ritmo do mercado imobiliário manteve-se acelerado até 2014. Porém, a crise econômica que veio a seguir aumentou as taxas de juros, fazendo com que os bancos restringissem o crédito para controlar a inflação.

E qual foi o resultado disso?

Bem, a falta de crédito nas agências bancárias dificultou a comercialização de imóveis, pressionando as incorporadoras a oferecer financiamentos sem o intermédio de terceiros. 

 

financiar-apartamento-direto-com-construtora-vale-a-pena-joinville

 

As vantagens de financiar direto com a construtora

Os bancos costumam oferecer financiamentos mais longos, com prazos de até 360 meses, seguindo as modalidades SAC ou Price. As taxas de juros da Caixa Econômica Federal iniciam a partir de 10% – mais a correção da Taxa Referencial (TR).

As incorporadoras, por sua vez, costumam utilizar a taxa Selic (hoje em torno de 7,5%) mais a correção pelo IGP-M ou INCC na modalidade Price. O prazo de financiamento costuma ser menor: geralmente 60 meses após a entrega do empreendimento. Entretanto, como a construtora também tem retorno na própria incorporação e na venda do imóvel, pode ficar mais fácil negociar as taxas de financiamento.

Outra grande vantagem é a agilidade no processo de aprovação no crédito, pois a lista de pré-requisitos é menor do que a lista exigida pelas agências bancárias. Além disso, você também pode migrar o financiamento para um banco a qualquer momento. A situação inversa, por sua vez, não é possível. Por fim, caso haja alguma mudança significativa nas suas finanças e você precise renegociar valores, as construtoras costumam ser mais receptivas.

Na Thora Torresani, os empreendimentos Costa Brava e Vivá podem ser financiados em 74 meses – maior período do mercado de Joinville!  Além disso, o custo por metro quadrado é mais baixo. Nós oferecemos o melhor preço da categoria: R$4.300,00 por m².

Interessante, não? 

Para receber mais informações sobre essas oportunidades, entre em contato pelo Telefone/WhatsApp: (47) 9-9979-1625, ou pelo e-mail: vendas@acta.imb.br. Também podemos lhe explicar, com mais detalhes, como funciona esse modelo de financiamento. Que tal agendarmos uma conversa? 

 

2020 será um bom ano para investir em imóveis?

Ao que tudo indica, investir em imóveis em 2020 será um ótimo negócio! Depois de um período de recessão de 5 anos, o mercado imobiliário voltou a crescer. 

 

Os números não mentem: Entre 2008 e 2014, o mercado de imóveis teve um crescimento acentuado. Naquela época, os preços dispararam! Mas, a partir de 2013 os bancos passaram a restringir o crédito, cortando financiamentos pela metade. Essa foi apenas uma das consequências da crise econômica brasileira, que refletiu de maneira tardia a recessão mundial. 

 

Mas, a partir de 2017 esse cenário já começou a mudar. De acordo com a revista Info Money, entre aquele ano e 2018, a oferta de imóveis residenciais cresceu 10%

 

Outra fonte de dados interessante é o Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE), que registrou uma movimentação de R$57,7 milhões no setor de construção civil no ano passado. Esse valor representa um aumento de 33% se comparado a 2017.

 

Já o Secovi apontou um aumento de 19,4% nas vendas acumuladas de imóveis residenciais entre julho de 2018 e maio de 2019. 

 

Porque investir em imóveis em 2020

Há um antigo ditado que diz: “quem compra terra, não erra”. Comprar um imóvel para investir ou morar é sempre uma boa ideia. Esse investimento de baixo risco tende a ser cada vez mais valorizado com o passar dos anos. Nisso, o investidor terá uma fonte de renda extra e construirá seu patrimônio.

 

Para a Fundação Getúlio Vargas (FGV), a demanda habitacional brasileira será de 14 milhões de moradias até 2025. Um contexto bastante promissor, ainda mais com a taxa Selic em queda (6,5% em 2018).

 

No mais, os preços devem permanecer convidativos, visto que a recuperação do mercado imobiliário está ocorrendo aos poucos. 

 

A hora é agora!

Quem pretende adquirir terrenos, casas ou apartamentos deve buscar por imóveis agora! A expectativa é que, logo no início de 2020, o mercado esteja bastante aquecido. 

 

Além da competitividade, os subsídios do Governo e a queda dos juros são ótimos atrativos. Fique de olho para não perder as oportunidades.

Duas ferramentas para comparar opções de financiamento

Conheça as plataformas online que irão lhe ajudar a analisar taxas e encontrar a melhor opção de financiamento para o seu novo imóvel.

 

A Thora Torresani está sempre atenta às mudanças do mercado imobiliário e às necessidades de seus clientes. Se você acompanha o nosso blog, provavelmente já deve ter visto a planilha de visitação que criamos, onde é possível analisar todas as características dos apartamentos que você está de olho.
Confira o que avaliar ao visitar um apartamento.

 

Um ponto fundamental nessa jogada é o financiamento. Adquirir um imóvel é um passo marcante em nossas vidas, além de representar um compromisso financeiro de longo prazo. Sendo assim, as opções de pagamento e as taxas envolvidas devem ser ponderadas com cuidado, pois são decisórias na hora de fechar o contrato.

Para facilitar este processo, indicamos duas ferramentas online para você baixar no seu celular ou tablet, ou ainda, acessar via desktop.

 

comparando-financiamentos-imobiliarios

 

Encontre a melhor taxa

No Melhortaxa você pode pesquisar as condições de financiamento e refinanciamento imobiliário que melhor se encaixam no seu perfil. O serviço é gratuito para os usuários, mas a startup cobra uma comissão dos 18 bancos disponíveis na plataforma. Segundo Rafael Sasso, criador da plataforma, em uma matéria para a Época Negócios, ” ideia não é influenciar a escolha do banco, mas dar ferramentas para que a pessoa tome essa decisão”.

 

Compare os financiamentos

Outra ferramenta que facilita a vida de quem está prestes a financiar um apartamento é o ComparaBem, uma plataforma lançada inicialmente no Peru, em 2010, mas que chegou ao Brasil em 2013. O funcionamento é bastante simples: basta preencher um quadro com o valor do imóvel, o valor de entrada e a sua renda familiar que, em seguida, você visualiza as opções gratuitamente.

 

ferramenta-para-comparar-taxas-bancárias-financiamento-de-imovel

 

Com essas duas opções em mãos ficará mais fácil descobrir que se aquele apartamento que você tanto almeja é realmente um bom negócio. Além disso, não deixe de comparar o custo por metro quadrado. O Edifício Costa da Bretanha, localizado no Saguaçu, apresenta um excelente custo x benefício se comparado a outros empreendimentos de alto padrão da mesma região.

Para acrescentar mais esta opção a sua lista de desejos, visite a página do empreendimento e não deixe de entrar em contato com a nossa equipe comercial.

Os apartamentos mais caros e luxuosos do mundo

Metragens mais que generosas e diferenciais inimagináveis. Conheça os imóveis mais sofisticados do mundo.

 

O mercado de luxo surpreende – ainda mais no que diz respeito ao mercado imobiliário. Esse ano será entregue um dos empreendimentos mais luxuosos do mundo, o Torre Odéon. Localizado no Principado de Mônaco, o arranha-céu possui 170 metros de altura e 49 andares. A unidade mais cara possui 3.300 m² divididos em cinco pavimentos e custa a bagatela de 365 milhões de euros (aproximadamente R$1,3 bilhão). De acordo com a incorporadora que criou o projeto, a unidade possui vista 360º para o mar, uma piscina infinita no terraço, serviço de catering, motorista particular, porteiro 24 horas e acesso a um spa com ginásio e piscina. Já imaginou morar em um lugar assim?

 

 

Outro apartamento que também está na mesma lista é a cobertura do One Hyde Park, um condomínio londrino que oferece todo o tipo de regalia aos seus moradores como, por exemplo, os serviços da famosa rede de hotéis Mandariam Oriental. Incrível, não? A unidade mais cara desse empreendimento é uma cobertura, que foi vendida em 2011 ao empresário ucraniano Rinat Akhemetow por R$625 milhões.

 

 

No Brasil, os apartamentos mais caros giram em torno de R$70 milhões, como no caso de uma das unidades do Edifício Cap Ferrat, localizado em Ipanema, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Os apartamentos possuem 600 m² e 6 seis dormitórios, além de piscinas privativas nas varandas.

 

 

Se você também procura por sofisticação, saiba que é possível, sim, encontrar apartamentos charmosos, confortáveis e com excelente infraestrutura por valores muito mais acessíveis. É o caso do Edifício Costa da Bretanha, localizado no bairro Saguaçu, em Joinville. Com unidades a partir de R$600 mil,  contendo de 146 m² a 160 m² privativos, 02 ou 03 suítes, ampla área social e espaço gourmet particular, o empreendimento possui plantas flexíveis, onde é possível customizar o seu futuro lar, deixando-o com ainda mais personalidade. Além disso, cada uma das 8 unidades possui vista panorâmica para a Serra do Mar, um dos principais cartões postais da nossa cidade, assim como infraestrutura completa, seguindo o padrão de qualidade do Grupo Torresani.

 

edificio-costa-da-bretanha-thora-torresani-joinville-saguacu-lancamento

Plantas com possibilidade de flexibilidade. Entre em contato com nossos consultores comerciais para saber como personalizar seu apartamento no Edifício Costa da Bretanha.

Plantas com possibilidade de flexibilidade. Entre em contato com nossos consultores comerciais para saber como personalizar seu apartamento no Edifício Costa da Bretanha.

 

Espaço gourmet acoplado à área social dos apartamentos do Edifício Costa da Bretanha, novo emprendimento da Thora Torresani, em Joinville.

Ficou curioso? Para conhecer mais detalhes do empreendimento, entre em contato com nossa equipe comercial.

(Imagens: divulgação)

2017 é um bom ano para investir em imóveis?

2017 é um bom ano para investir em imóveis?

O mercado imobiliário brasileiro passou por fortes mudanças nos últimos anos, influenciado, principalmente, pelo instável cenário político e econômico. Porém, segundo os especialistas, 2017 promete ser um bom ano para quem pretende fazer investimentos – ainda se mais se forem de longo prazo.

 

Há 2 anos, a economia brasileira trabalhava com uma inflação de 10,7%. Para 2017, o mercado espera algo em torno de 5%, enquanto o Banco Central busca atingir a meta de 4,5%. Com a queda da inflação, o Governo pode trabalhar com juros mais baixos – aliás, em janeiro os bancos anunciaram cortes nas taxas de juros, em função da redução da taxa Selic.

 

O Banco do Brasil foi a agência que apresentou a maior redução: 4 pontos percentuais no rotativo do cartão de crédito. A Caixa Econômica anunciou uma redução de até 0,25% para todas as linhas. Você pode conferir a relação dos demais bancos neste post do G1.

 

Outro ponto positivo é o aumento do PIB. Em 2015 tivemos uma queda de 3,5% neste índice e as previsões indicam que, ainda este ano, devemos sair do vermelho com um crescimento de 1,3%, de acordo com o FMI e com o Banco Central.

 

Em relação ao mercado imobiliário, em agosto de 2016 já sentimos melhoras: segundo a Abrainc (Associação Brasileira das Incorporadoras Imobiliárias) e do Creci (Conselho Regional de Corretores de Imóveis), as 19 maiores incorporadoras do país obtiveram um aumento de 1,4% nas vendas em relação ao mês anterior. Em setembro do mesmo ano, o Índice de Confiança da Construção (ICST) subiu 2,1 pontos, atingindo 74,6 pontos –  o maior nível desde junho de 2015.

 

Com a melhora do mercado os estoques devem cair em 2017. Por isso, o consumidor deve ficar atento às oportunidades: enquanto os bancos apresentam cortes nas taxas de juros das linhas de crédito, a maioria das incorporadoras estão abertas para negociar as condições de pagamento.

 

Estas novidades são um tanto quanto animadoras, não? Mas, pode ser que, ainda assim, você tenha algumas dúvidas: será que eu você vai dar conta do financiamento? Como usar seu FGTS para comprar um imóvel? O que vale mais a pena, adquirir um apartamento na planta ou pronto para morar? E que cuidados um investidor de imóveis deve tomar?

 

Todas estas perguntas foram respondidas em conteúdos exclusivos aqui no nosso blog. Caso você precise de mais algum esclarecimento, conte conosco! Será um prazer te ajudar.

 

Aproveite para conhecer o Edifício Costa da Bretanha, nosso empreendimento mais recente, que está sendo construído no bairro Saguaçu, um dos melhores bairros de Joinville.

8 dicas para quem quer usar o FGTS no financiamento de um imóvel

Purchase this image at https://www.stocksy.com/856240

O Conselho Monetário Nacional aumentou, no finalzinho de novembro, o valor máximo dos empreendimentos que podem ser financiados pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH). A mudança foi de R$650mil para R$800mil e serviu de incentivo para quem está pensando em amortizar o financiamento de um imóvel com o FGTS. (Leia o post completo aqui!)

A novidade também traz dúvidas: é vantajoso usar o FGTS para financiar um apartamento? Se sim, como proceder? Pensando nisso, trouxemos 8 dicas para quem pretende realizar mais uma conquista, seja saindo do aluguel ou simplesmente adquirindo um apartamento que esteja mais de acordo com as suas necessidades. 

 

  1. Verifique se você está apto para usar o FGTS para comprar um imóvel.

Para usar o FGTS você precisa cumprir quatro requisitos:

  • Ter pelo menos três anos de carteira assinada
  • Não possuir nenhum outro financiamento ativo no SFH
  • Não possuir outro imóvel residencial em seu nome no mesmo município onde pretende comprar o novo
  • Trabalhar ou morar na cidade onde está o imóvel que você pretende financiar com o FGTS

 

  1. Confira se o saldo do seu FGTS é suficiente.

Acesse o site da Caixa Econômica Federal para conferir o saldo do seu FGTS utilizando o número NIS/PIS/PASEP e a senha cadastrada; ou ainda, vá pessoalmente até uma agência com um documento de identidade e número NIS em mãos para conferir o saldo.

 

  1. Separe a documentação.

Reúna documentos que comprovem que você atende aos requisitos listados acima, assim como a sua carteira de trabalho, um comprovante de residência, certidão de nascimento ou casamento, carteira de identidade e CPF. Consiga também uma cópia da certidão de matrícula ou do IPTU do apartamento a ser comprado. Se tiver alguma dúvida, converse com nossos corretores. 😉

 

  1. Entenda como é feito o saque.

Durante a negociação, o agente financeiro é a entidade que irá sacar o seu fundo de garantia. O processo é feito a partir de um documento, onde o trabalhador (você) solicita o saque. Este documento é entregue à Caixa Econômica Federal. Quando o FGTS é liberado, cai direto na conta do vendedor. Isso quer dizer que você não vai lidar diretamente com o dinheiro.

Os agentes financeiros são, em geral, os bancos, consórcios ou empresas de crédito imobiliário. Mas fique esperto: nem todo banco opera com o FGTS.

A liberação do FGTS leva em torno de 5 dias, mas existem outros processos relacionados à compra que podem levar mais tempo como, por exemplo, a aprovação do financiamento.

Outra dica importante: você não precisa sacar todo o seu FGTS para usar na negociação. Ao fazer o pedido para o agente financeiro, especifique o quanto você pretende usar. O que continuar na sua conta, continuará rendendo, assim como os futuros depósitos feitos pelo seu empregador. Você pode usar o fundo quantas vezes forem necessárias, desde que siga aos requisitos do item 1.

 

  1. Tome cuidado com as dívidas!

Mesmo se você tiver dívidas, poderá sacar o FGTS para utilizá-lo na negociação. Mas, se você estiver endividado e com o nome listado em algum dos serviços de proteção do crédito (SCPC, Serasa) a aprovação do financiamento poderá ser bloqueada.

 

  1. Escolha o imóvel certo.

Você só consegue financiar um apartamento usando o FGTS se for pelo Sistema Financeiro de Habitação. O imóvel precisa ser urbano, ou seja, precisa estar dentro da cidade. Também precisa ser residencial e destinado à moradia.

 

  1. Use o FGTS apenas para financiar um imóvel em seu nome.

Não é possível usar o FGTS para comprar uma casa ou apartamento para um parente ou amigo, nem mesmo filhos. O fundo só pode ser sacado se você for o comprador e futuro morador do imóvel. Quem não cumprir a regra poderá ser processado por estelionato e terá que devolver o dinheiro do FGTS.

Por outro lado, se esta outra pessoa for morar com você, mesmo não tendo nenhum grau de parentesco, você pode usar o FGTS. O mesmo vale para uniões estáveis, inclusive para casais do mesmo sexo.

 

  1. Leia o Manual da Caixa

O manual “FGTS – Utilização em Moradia Própria“, criado pela Caixa, reúne uma série de informações acerca das regras de financiamento pelo SFH utilizando o fundo de garantia. Baixe o manual, leia com atenção e converse com o seu corretor.

Valor máximo para compra de imóveis com FGTS aumenta

Quem está pensando em financiar um apartamento novo com recursos do FGTS ganhou um incentivo. O Conselho Monetário Nacional (CMN) ampliou na semana passada (24/nov) o valor máximo dos empreendimentos que podem ser financiados pelo SFH (Sistema Financeiro da Habitação). Comparado com outros tipos de financiamento do mercado, o SFH cobra juros menores.

 

A mudança, de R$650mil para R$800mil, aconteceu na maior parte do país, inclusive em Santa Catarina. Estes limites não eram alterados desde 2013. De acordo com o Banco Central, em uma matéria publicada pelo G1, o limite do financiamento não poderá ser superior a 80% do valor do imóvel. Para financiamentos que utilizam o Sistema de Amortização Constante (SAC), este percentual pode atingir até 90%.

Alé de ampliar os limites de financiamento, o CMN determinou que todos os novos contratos do SFH devem conter algum grau de amortização em todas as parcelas, portanto, está vedada a “amortização negativa“. Segundo o Banco Central, a amortização do saldo devedor terá que ser feita mensalmente – e não apenas o pagamento de juros, o que, dependendo do contrato, poderia resultar num aumento do valor das parcelas. A Tabela Price será o sistema mais afetado por esta nova medida, que irá diminuir os riscos de financiamento tanto para os bancos quanto para os clientes.

A nova regra valerá a partir de 2017, mas as operações aprovadas até 31 de janeiro do ano que vem poderão ser finalizadas até 31 de março do próximo ano sem a obrigatoriedade das amortizações. Leia a matéria completa.

Qual é o melhor tipo de imóvel para os aposentados?

A melhor idade traz novos desafios, mas também novas motivações. Com os filhos crescidos e fora de casa, há mais tempo livre para se dedicar a atividades prazerosas como viagens, jardinagem, aulas de yoga  e até mesmo a abertura de novos negócios para aqueles com o espírito empreendedor. Esta mudança de estilo de vida implica na busca por um novo lar, um espaço para viver com mais tranquilidade e exclusividade.  Mais seguros e mais privativos, os apartamentos acabam se tornando a principal escolha dos aposentados.

 

pexels-photo

(Imagem: Pexels)

Foi pensando também neste público que nós idealizamos o Edifício Costa da Bretanha, um empreendimento com apenas 8 unidades, localizado na Rua Adoniram Barbosa, no bairro Saguaçu, em Joinville. Esta é uma região residencial, bastante pacata e com uma ótima localização, estando há apenas 10 minutos do Centro.

 

thora-torresani-costa-da-bretanha-localizacao1

edificio-costa-da-bretanha-thora-torresani-joinville-saguacu-lancamento

Mas não é só no endereço que nós temos que prestar atenção: o tamanho da área privativa é fundamental para garantir o conforto dos moradores. No caso do Ed. Costa da Bretanha, cada unidade possui a partir de 146m², todas elas com um espaço gourmet particular acoplado à área social – perfeito para receber a família e os amigos mais próximos. As plantas também podem ser customizadas, adicionando um closet à suíte, por exemplo. 

suitecomcloset-landing

Outro ponto de destaque do empreendimento é a vista espetacular e privilegiada que ele possui da Serra do Mar de todos os seus andares.

 

Para aqueles que pretendem se mudar para a casa dos filhos, a compra de um apartamento pode servir como uma fonte de renda extra. Vale lembrar que os aposentados possuem condições diferenciadas de financiamento habitacional junto aos bancos. Converse com nossos corretores e reinvente-se.

ENTRE EM CONTATO

O nosso lar traduz quem nós somos. Se você se interessou por um de nossos empreendimentos, preencha o formulário que, em breve, entraremos em contato.